OS POSITIVOS

reféns da democracia

Beatificar a democracia torna-se académico quando se vive na segurança do amanhã: win some, lose some, meh. Aos que a vida piora de ano para ano, negada qualquer oportunidade real de representação nas instituições que determinam as regras, as mesmas que parecem beneficiar sempre os mesmos independentemente da alternância de governos, o crescendo em abstenções não parece ser uma surpresa: o jogo está viciado. Nem é uma originalidade nacional.

The political class has been captured by the outdated ideology of trickle-down economics. The media framing redistributive policies as radical or destructive is a powerful shock collar, too.
in "Look at how the 1% are doing right now, and tell me the system isn't rigged" 23 jan 2023

Não são os ramblings de marxistas delirantes em publicações proletárias, mas crónicas dos costumes em jornais generalistas. No mesmo dia que citávamos editoriais no Público bebíamos das suas fontes no The Guardian esta peça que, espante-se, a meio dão cor com declarações de um membro do governo tory, não de um esquerdalho qualquer.

the very continuation and success of capitalism hangs in the balance

The main power of the billionaire class [is to] maintain a friendly political climate. (...) "Many people think things don't work, at least for them the whole system can seem rigged against them." The system doesn't seem to be rigged. It is rigged. But for the powerful tiny minority that owns half the world's wealth, this sort of capitalism is succeeding better than ever before. What hangs in the balance, as the billionaires' riches increase, is their ability to argue that it's working for us too.
in "Look at how the 1% are doing right now, and tell me the system isn't rigged" 23 jan 2023

Substituam "capitalismo" por "democracia" (de qualquer forma, confundem-se...) e têm-nos onde nos encontramos: este modelo não está a funcionar. Que não funcionasse para os 1% seria sofrível (desejável?), mas quando não funciona para as massas em proveito dessa ínfima minoria, podemos parar de glorificar um processo que está tão obviamente refém de interesses que não os da sociedade? Melhor é preciso.

Regressemos à génese das teorias políticas que hoje temos por inevitáveis: não havia nada de óbvio nelas.

Comecemos pelo mais óbvio. A ideia que os nossos ideais actuais de liberdade, igualdade e democracia são, de algum modo, resultado da "tradição ocidental" teria, na verdade, constituído uma surpresa para alguém como Voltaire. [...] É quase impossível encontrar um único autor nessa tradição ocidental, de Platão a Marco Aurélio a Erasmo, que não tivesse deixado claro que se oporia a tais ideias. [...] É quase impossível encontrar um único autor europeu antes do século XIX que tivesse sugerido que [a democracia] poderia ser outra coisa senão uma terrível forma de governo.
Graeber & Wengrow in "O Princípio de Tudo" 2022

A democracia não é um fim em si, mas um meio. Se o menos terrível de todos os outros já experimentados não é razão para não evoluir ideias.