OS POSITIVOS

à vossa atenção

nellucnhoj.com 17 jul 2019

No shift da economia material para uma baseada na capacidade de reter atenção, não nos imaginem ingratos com os tostões do vosso tempo que vos vamos pedinchando: o nosso obrigado por nos emprestarem a vossa atenção.

A expressão portuguesa não lhe faz justiça comparada ao inglês, o "prestar atenção" denota o custo do esforço mas o "pay attention" torna claro que esta tem um preço. O corolário é que o orçamento disponível não dá para tudo, a atenção é um recurso limitado e quando despendido numa direcção é-o pela exclusão de outras. Continuamos a ter a mesma capacidade cognitiva do primeiro sapiens moderno de há 200.000 ou 50.000 anos atrás, give or take, e ainda que só estejamos a arranhar uma ínfima parte do seu potencial — dizem — os minutos do dia continuam os mesmos enquanto os folks são bombardeados de informação como nunca antes na história da humanidade.

a wealth of information creates a poverty of attention

Esperamos que considerem os P+ um bom investimento, um hedge fund de risco que paga a contra-ciclo: a nossa poverty of information é mais que compensada por um wealth of (unwelcome) attention. Uma contabilidade que retomaremos depois de curta pausa: quem tem dois polegares e já queimou a semanada? Este gaijo.

Mas quase-quase a enfiar outros dois dedos ao alto noutras partes, antes do break queremos reforçar o mission statement no potenciar das sapiências que nos conhecem

♪ Some people say that life on a whole is serious and nothing is funny ♪
♪ But that's only if you base your life around competition and money ♪

e recordar-vos que há vida para lá das redes sociais e os dias parecem maiores por esta altura. Por exemplo, no IGD fizeram ontem um "announcement and call for submissions!" 18 jul 2019 para colaborações num Journal Against Civilization, se encontrarem os minutos para ir além de single issue concerns e não sentem desconforto em serem denunciados de "dirty, dolescrounging" anarquistas deixem essa literatura correr:

We are looking for all relevant works to the anti-civilization and anarcho-primitivist discourse.

Sugestão feita e deixámos escapar linhas de investigação. Dito isso, a fechar balanços, sabem onde estamos em relação ao $$$: contem sempre connosco para dar (como em "grátis", porque: OS POSITIVOS, we’ll fuck-u-up-4-free) especial atenção aos lirismos pictóricos com que poucos se importam, a BD dos outros—pegamos na vossa atenção e aplicamos em obras de caridade. Ya welcome.

de apontar nomes