OS POSITIVOS

comics no digital, media, webcomics

Passámos os últimos dias a tentar convencer-te da relação. Hoje concluímos, de modo inesperado: tivéssemos encontrado antes tínhamos poupado a toda a gente uma meia centena de páginas de literatura. Mas não o lamentamos: é tão mais adequado à nossa intervenção que esta termine e se resuma num cartoon - é toda a validação que se exige à literatura anterior.

...E ripando conteúdos alheios como exige a praxis de cultura online: atingimos o pleno: what if INDEED!

Da banda desenhada digital, media e webcomics estamos conversados, mas o "grassroots neighborhood comics" sempre esteve em agenda e precisa de desenvolvimento nosso. O cartoon expõe, mas falta-lhe uma atribuição de sentido orientada: o discurso neste comics não possui o bias que se exige quando temos muito ainda a acrescentar aos agarrados do papel* no artsy-fartsy e punks class ’77. We-be-back, u-be-dead.

Papel, em três: i) o óbvio: polpa de árvore; ii) o artsy: estatuto; iii) o ridículo: $$$.


Porque terminamos sem BD e escrito à mão? OS POSITIVOS: queres fácil lê patinhas.

Da relação do digital, media e comics, concluímos.

class '77