OS POSITIVOS

Isabelinho down! Isabelinho down!

Começamos a preocupar-nos com este portuguese comics critic. Há algum tempo atrás tropeçamos neste desabafo em jeito de resposta a Manuel Caldas:

[MC] Espero que a tua indignação seja apenas retórica, meu caro Domingos. É que vale mesmo a pena incomodares-te com o assunto?
[DI] É verdade que remar sempre contra a maré acaba por cansar. No meu caso a maré é avassaladora porque estou contra todos, os da banda desenhada e os de fora dela. Por outro lado sei que não vou mudar absolutamente nada, e etc... etc..."
Isabelinho in "A Galinha da SPA" 29 mar 2016

Não nos parece salutar essa atitude de "remar contra a maré", estar "contra todos", os "da banda desenhada" e os "de fora dela", sobretudo se à partida a atitude é a de que não vai "mudar absolutamente nada". O derrotismo, a angustia, o pessimismo. Não, não, não, nada de bom poderá vir dai...

E... esse lugar já está ocupado.

Note-se o conselho de um tal de "MMMNNNRRRG" enquanto Isabelinho faz a cena do "segurem-me ou eu salto":

you should! I would!

Com amigos destes... Mas Isabelinho hesita:

se calhar devia mesmo (é um dos mantras do blogue), mas, depois de tantos anos... hesito...

"MMMNNNRRRG" não hesita:

como podes duvidar se é um mantra? quem duvida de um mantra?
já para não falar das provas evidentes que é totalmente verdade, que a BD merece morrer! O autor Rafael Gouveia dizia que é uma dying art... e eu até já pensei em fazer uma editora chamada Ars Moriendi já que ninguém entende nem a CCC nem a MNRG, hahahah

A incompreensão da CCC e MNNNRG-CENAS podia alimentar-nos um spree de COMICS! et al. mas já queimámos um para essas bandas este ano, hahahah.

Isabelinho concorda:

Uma dying art que nem sequer chegou a nascer: um aborto.

MAS! hesita ainda porque é uma generosa acumulação de dejectos:

Hesito porque, como disse, já são 8 anos of this shit.

A lógica ultrapassa-nos, seguido de uma total mudança de tópico:

A propósito, acabo de receber por correio dois livros de Aidan Koch. Talvez se faça a transumância para a galeria de arte. É uma das poucas hipóteses de sobrevivência.

Oy?!

E na sua última entrada à data:

Tem piada, mas o inefável Roussado Pinto foi o profeta que falou das galerias de arte há p'rái 40 anos...

Ah, já deixou de fazer sentido novamente: perigo passou, o home'tá de volta.

xtra 2018


Isabelinho's back up 'n runnin' e continuaremos a recomendar 'cuz, u know, criticos & bd, autenticidade: "can you find a more pathetic irony?"

switchin' off