OS POSITIVOS

we should do some comix now

Joe Sacco in "The War on Gaza" 2024

Infelicidade de calendários, só nos apanham a discutir politics, e com as europeias que mais importam aos afazeres desta paróquia que chamamos Portugal ao virar da esquina não nos livramos de opinar tão cedo. O gist da coisa conhecem-no: desconhecemos consenso ao começo do século, se na crise do $$$ em 2008, ou antes na invasão do Iraque em 2003, mas qualquer data que aterrem traça o acelerar do downward spiral que o nosso velhinho Barzun começa há 500 anos: estamos em declínio. Estamos também a uma IA divergente de se lançarem termonucleares ao ar por acidente — só para recordar: há uma guerra a decorrer que tem a europa como palco & prémio —, a um Trump de uma nova ordem mundial, a um cocktail de derivados da Le Pen para pontos nos is. (Mas hey: da paróquia manda-se um sebastião para o menino-ao-coro.)

Tantos caracteres nos tópicos acima têm-nos trazido tráfego que nos chegará ao engano: talvez devêssemos misturar e dar de novo. Senhores: too-punk-fer-punk. Random internet guy: és mais anarka que eu, nem registado nem pago quotas. Random internet other guy: criancices claro, os crescidos na sala estão a fazer um excelente trabalho, vide qualquer data à tua escolha. Random internet other-other guy: serás o primeiro a ir. Other random internet guy: se cinismo-niilista e o realismo-pragmático tivessem um filho, encontravam-me na clique (pun!) que lhe fazia bulling no recreio da escola. Other-other random internet guy: as nossas intenções são boas, só escolhemos dar a volta maior, pelo lado mau. Notar que não há random internet gals.

Fuck all e nada afasta mais depressa essa multidão (e as gals acima de uma certa idade manga-related) do que os cómicos, uma outra infelicidade. Voltemos então aos quadradinhos para um chega-para-lá. Destaque à ongoing series que o Joe Sacco tem publicado no The Comics Journal, "The War on Gaza" 2024, um registo satírico mais próximo do seu "Bumf Vol. 1" do que as reportagens que lhe conhecem. O seu "Reading from the Book of Genocide - w/ apologies to Moses" um sumário brilhante daquela outra guerra eterna, que, claro, faria o seu regresso agora que começados os end of days.

regressos