OS POSITIVOS

( isto não é uma )
fábula tech


A startup has no existing successful divisions and no giant customers to safeguard. They have nothing to lose and everything to gain from disruption.
in "Big Tech disrupted disruption" 8 fev 2024

Capitalismo. Se necessário recordar: é um gimmick económico filho bastardo do esclavagismo e não a ordem natural do mundo, ou único parceiro possível da srª democracia, nenhum pudor em foder por fora com ditaturas e regimes autoritários quando oportuno. Porém, até aos que veem para lá da farsa temos de fazer o esforço de explicar pela enésima vez que o resultado do jogo está comprado. Porque, capitalismo: não acomoda alternativas (no lingo, "concorrência"). Ilustramos pelo expoente máximo deste circa séc. XXI: big tech como história da carochinha. Das cinco maiores empresas do mundo só uma não é tecnológica - big oil: cowboys & camelos... —, e todas elas excelam para lá da exploração de recursos: são os gigantes que giram o mundo, a lógica final dos vencedores da corrida de ratos, que não admitem perturbações no status quo (*) Depois de destronar a economia anterior: mais neste tópico numa segunda parte que não tentaremos aqui/agora.. Resumo-de-resumo nas estratégias "for the would-be Tech Baron hoping to defend their turf from disruption" 8 fev 2024 que reconhecerão a outros domínios:

  • First, gather information about startups that might develop disruptive technologies and steer them away from competing with you, by investing in them or partnering with them.
  • Second, cut off any would-be competitor's supply of resources they need to develop a disruptive product that challenges your own.
  • Third, convince the government to pass regulations that big, established companies can comply with but that are business-killing challenges for small competitors.
  • Finally, buy up any company that resists your steering, succeeds despite your resource war, and escapes the compliance moats of regulation that favors incumbents. Then: kill those companies.
in "Big Tech disrupted disruption" 8 fev 2024

Substituam todas as referências à tech por assuntos de Estado nenhuma surpresa vos espera. Um modus operandis (*) contra a disrupção tão necessária que nivela por igual todos os governos:

They don't just block existing companies [...] to pursue disruptive offerings – they also "send a message" to would-be founders and investors, letting them know that if they try to disrupt a tech giant, they will have their market oxygen cut off before they can draw breath.
in "Big Tech disrupted disruption" 8 fev 2024

É essa discrepância que nos desespera e a cegueira que vos toma que nos exaspera. Entretanto, só talvez, aprendam a respirar fora do mercado (**) ?


*) No supracitado adiantam uma maior regulação pelas entidades responsáveis como solução, e os aficionados de ir a votos têm aí o seu momento "ahá" de vindicação. Respondemos: solução tão óbvia, como óbvio é que aqui estamos a constactar que essa regulação a) não existe ou b) quando existe é concertada com quem devia regular.

**) Não ignoramos a dupla tenaz histórica de opressão: mercado e Estado. Uma vaca de cada vez, senhores.

passados