OS POSITIVOS

memória prescritiva

Oliver Bocquet e Jean-Marc Rochette in "Altitude" 2020

A transição às redes sociais custou-nos o formato longo, a web aberta parece irremediavelmente condenada a desaparecer. Imediatiza-se a interação, diminui a atenção que lhe temos, os que persistem apertam-se (apesar do espaço virtual ilimitado) entre o jardins aferrolhados e o tempo que não lhes sobra. Os blogs esvaem-se abandonados, os seus criadores tornam-se farms indistintas & voluntárias de user-generated content alimentando plataformas que capitalizam o seu entusiasmo. Por um lado, "it is an example of the democratization of content production and the flattening of traditional media hierarchies"; por outro lado, "it is a product consumers create to disseminate information about online products or the firms that market them" wikipedia. De onde conhecemos dicotomias semelhantes? E, como nesses domínios, será que as podemos subverter? Sabemos que devemos.

Insistimos em sugestões de leitura do arquivo acumulado:

we have forgotten that the small web still exists
  • There is another part of the web, one where I can stroll a bit more at my own pace, and discover new territory, rather than have territory matched to a presumed identity.
    in 27 abr 2021

  • The internet of today is basically made of a couple of big websites that try to gather every content there is.
    29 jul 2020

  • To know that there are alternatives, and alternatives over which we have a good deal of control, is powerful in itself.
    24 maio 2018

  • This is not speculative. This is really happening. The war for the open internet is the defining issue of our time.
    23 mar 2017

  • We don’t have a technology problem, we have a social problem.
    20 out 2016

etc etc ect: demasiados, por onde começar?

It would be a shame if we only spent time on the commercial web and never got the opportunity to experience the creativity, passion and quirkiness of the small web.
do "Rediscovering the Small Web" 25 maio 2020 replicado in Real Nós: makemore 29 jul 2020

Obviamente resistiremos, estaremos cá para o desligar das luzes. Para marcar este meio do fim do início da World Wide Web planeamos presentear-vos com uma edição especial comemorativa da extinção em curso com a ajuda de terceiros. Esta tomará a forma de uma time capsule dum certo estado da arte circa 2021 para redescoberta em 2031, 2041, 2051, 2061 (*) Aqui já estamos a supor coisas..., décadas depois dos face-a-gram-twit-wapps eliminarem das vossas timelines quaisquer conversas que algoritmos determinem irrelevantes à nossa memória comum.

And every time this happens, we lose a fair amount of our collective cultural history.
do "The Indie Web is the new Zines" in Real Nós: indieweb zine culture 23 maio 2019

Reinsistimos, é parte do nosso desafio e mandato: mais do que celebrar o passado em ruínas, baralhemos o presente, esperançosos que vos incite a considerar um outro futuro.

Oliver Bocquet e Jean-Marc Rochette in "Altitude" 2020

OS POSITIVOS: doodles pelo pessoal porque esta pequena coisa e aquela pequena coisa são parte da natureza humana. Mas hey!, vemos-nos nos quadrados.

memórias