OS POSITIVOS

conversas modelo

"pretty good actually"

A crítica, "though often understood as malnourished and malformed", (destaque nosso) tem um ascendente semelhante ao jornalismo na condução do rebanho massas público:

It helps shape the “canon” of comics, the “history” of comics, the dissemination and legitimation of particular comics, and even comics production itself.
in "Essay: Toward Making Comics Against Fascism" 22 jun 2020

Na tentativa de fazer estragos com esse canhão apontamos novamente, e quase um mês depois da primeira partilha, à série de Nick Francis Potter no SOLRAD Presents. Neste #5 o autor lança-se numa orgia avassaladora - naquele seu tom pausado – de camada sobre camada de sentidos que autores menores seriam tentados a estender por umas quantas conversas em separado (*) Ou 23 anos and countin'.

Segue-se da genialidade conseguida nesta bd. Tentamos evitar spoilers mas devem primeiro ler aqui: "Model Conversations #5" 23 jun 2020.

Nick Francis Potter in "SOLRAD Presents: Model Conversations #5" 23 jun 2020

Narrativo literário, e poético para os que se aborrecem com o literal. Igualmente, um webcomics seriado em layout tradicional e o assunto são livros. Estamos todos? Então: aos punx aquilo do $$$: sem nunca o enunciar corre-lhe uma crítica à economia de mercado que verga editoras. Podem-lhe encontrar pistas no desespero de vender o livro e capitalizar – pun intended! – o empreendimento feito, no atribuir de um valor (excessivo) à obra, no evitar o editor, na alusão aos contractos que minam a liberdade do autor, na autoria subcontratada a terceiros e toda a indústria dos escritores fantasmas recentemente ilustrada no “O Diário de Júlio Durão” 25 jun 2020.

Coincidências-está-tudo-ligado: antes da primeira partilha aos diálogos quebrados tínhamos feito igualmente uma recomendação a uma das séries publicadas no BDs, agora repetimos. Magia!

Aos humoro-deprimidos, segundas leituras disfarçadas encantadas. Camadas: o homem rude-selvagem que corta o cabelo para se juntar à sociedade. Por amor. Ignorado.

By this time we'd travelled together on the train silently for years, every morning, every evening

O livro pode ser tema da conversa mas é igualmente mero subterfugio à razão de ser da bd, da história que essa conta, e dentro dessa do próprio livro – e da história que esse conta. Uma outra intenção a percorre, uma que só se revela no final e que ficará por resolver na imaginação do leitor - o da história e o da bd. Semelhanças a outros exercícios ocorrem-nos, mas só o saberão quando esses também chegarem ao seu fim-de-linha e se não se apearem umas estações antes. Entramos em esferas existencialistas com aquilo do timetravelling e coincidências que nos convencem que tudo está ligado. Uma i) autobiografia, ii) escrita por outros, que se revela uma iii) leitura divertida de reler. Ó ironias ™: a obra de uma vida que ela descobre quando ele já não está lá.

rrr