OS POSITIVOS

mudar para ficar igual

Pequeno break na programação a recordar que "o jornalismo é mau para a democracia": aquilo de fragmentar e limitar a liberdade.

Quando acederem ao site do PÚBLICO na próxima terça-feira, no dia 9, os leitores vão notar algumas diferenças.
in "O acesso à edição digital do PÚBLICO vai mudar. Saiba como e porquê" 9 abr 2019

É quarta-feira e só por acaso o percebemos: igual como habitual e artigo truncado atrás do limite permitido - que libertamos com um click no browser para aceder à totalidade dos "seus artigos, das suas notícias, das suas entrevistas, das suas reportagens ou mesmo dos textos de opinião dos nossos colunistas" sem restrições artificiais. Ironia que só ganha no texto da peça:

Recorrendo às modernas tecnologias, vai ser possível distinguir entre os leitores ocasionais e os regulares e os limites do acesso gratuito serão estabelecidos de acordo com os níveis de utilização do site.
in "O acesso à edição digital do PÚBLICO vai mudar. Saiba como e porquê" 9 abr 2019

Os leitores do PÚBLICO têm, de acordo com todos os estudos, níveis de literacia muito acima da média.
in "O acesso à edição digital do PÚBLICO vai mudar. Saiba como e porquê" 9 abr 2019

Caros: a segunda preposição (*) anula a primeira. Como nós, outros chegaram a quarta sem os dissabores de terça atrás. Mas não nos passou despercebido que no final do artigo a promover a nova paywall remetem para outra promo com a legenda "nascemos num tempo em que caíam muros. E ajudámos a derrubá-los." U guys.

*) A lembrar este mas não. Obviamente "proposição", "termo usado em lógica para descrever o conteúdo de asserções". Mas tão próximo da "preposição" nas intenções em "palavras inflexivas que estabelecem a relação entre duas partes de uma oração": uma prece de posições que não dobram. OS POSITIVOS: a baixar as médias.


arte imoral